sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

O DIA - The Wizarding World of Harry Potter

Este post faz parte do especial DIÁRIO DE UMA VIAGEM PARA FLÓRIDA - THE SUNSHINE STATE. Parte 3.

E o dia havia chegado...
Sim, o dia de visitar o parque do Harry Potter.

Para uma super fã como eu, é a mesma coisa que um fanático religioso receber a confirmação que Deus existe. Ou quase.

Enfim, vamos falar do parque.

Islands of Adventure é um dos dois parques da Universal, e tem áreas separadas no parque para cada filme famoso. Exemplo: tem a área do Jurassic Park, da Marvel, do Dr. Seuss, a área do Harry Potter, entre outras.

O parque do Harry Potter dentro do parque [?] se chama The Wizarding World of Harry Potter - e sinceramente, é a parte que mais lota.

Escolhemos justamente a véspera de um feriado judeu para ir ao parque, POR ISSO ESTAVA A MAIOR CONFUSÃO. Era MUITA gente usando aquele chapéu judeu - o Kippa. Todos resolveram comemorar no parque, olha só que legal.

Depois de vagar pelo parque rindo do pessoal que usava as camisas do "Thing 1", "Thing 2" (Coisa 1, Coisa 2), parecia que tinha chegado a hora.

A entrada de Hogsmeada estava lá, na minha frente.
E eu?
Eu entrei.

E a mágica tinha só começado.

Logo na frente, podemos ver o Expresso de Hogwarts em tamanho real. Ele solta fumaça e faz barulho, é emocionante. De tempos em tempos, surge um maquinista do nada e ele começa a dar tchauzinho pra todos.

Entrada de Hogsmeade
Hogsmeade tem muitas lojas, mas a maioria é só fachada. Eu lembro de ter visto uma loja com a roupa da Hermione e o do Harry lá do Baile de Inverno. Mas cadê a do Rony, a mais legal? XD

A Zonko's é muito divertida. Tem tudo que a gente viu nos livros e filmes. Eu não comprei nada lá, infelizmente, mas fiquei encarando o Pufoso até eu lembrar que tenho alergia.

Alguns vendedores caracterizados fazem demonstrações com os produtos - mas eu saí de perto. É sério, eu ainda estava muito tímida naquele dia.  Era só alguém falar "Excuse me" que eu já me desesperava, sem saber o que fazer.

Mas vamos a loja que interessa. A Dedosdemel, ou Honeydukes, a loja de DOCES. Nossa, tinha CADA coisa lá. Varinhas de chocolate, Fudges, uma varidade enorme de bolos de caldeirão, SAPOS DE CHOCOLATE, FEIJÕEZINHOS DE TODOS OS SABORES...

Tenho que confessar que a minha vontade de comer os feijões era... quase nula. Esse "quase" é porque eu queria a caixa pra guardar de recordação. Mas, sério, gastar quase 10 dólares pra comer coisas que eu não gosto?  Lembrem-se, pessoal, não é só porque é Harry Potter que você tem que comprar tudo. Tem que ter noção também.

Eu comprei o sapo de chocolate. Quando eu abri, foi a maior surpresa: veio a figurinha da Rowena Ravenclaw, fundadora da Corvinal. A imagem era daquelas de vários planos, e parecia mesmo que ela estava saindo no papel. A caixa e a figurinha estão na minha escrivaninha, enfeitando o meu quarto.

Andando mais um pouco, podemos avistar uma das maiores filas do parque - a loja de varinhas do Olivaras (Ollivander). É um show dentro da loja, onde temos um Olivaras que escolhe alguém da platéia para escolher sua varinha - ou melhor, ser escolhido por ela.

Mas falamos disso melhor daqui a pouco.

Zonko's
A fila estava quilométrica, e nós resolvemos continuar andando. Em horários periódicos o dia inteiro, há vários outros shows pelo parque. Um deles é o coral de Hogwarts, com sapos coaxantes (de mentira, é claro), e outro é com os estudantes de Beauxbatons, Durmstrang e Hogwarts. Eles cantam uma versão muito animada de "Do the Hippogriff". É super dançante.
Olha só os judeus felizes...

Outra coisa muito legal e que eu não posso esquecer de contar é... a Cerveja Amanteigada. A fila também é enorme, mas eu precisava entrar em ALGUMA COISA, QUALQUER COISA. Lá estava eu, recebendo uma caneca grande, de líquido cor de caramelo escuro, CHEIA de espuma. Coragem, minha filha, tome.

Tomei.

WOW.

Aquele troço é fantástico.
Gosto de refrigerante misturado com milk shake de baunilha, bem gelado e com espuma. Eu adoro a espuma - menos aquele bigode chato que fica depois...


Cerveja nas mãos, seguimos nosso caminho, para ter a visão mais espetacular do parque. OH YEAH, o castelo.
Todo mundo para e fica encarando com cara de perturbado. Não dá pra evitar.

Descobri - segundos depois - que o castelo também era uma atração. Um simulador: "Harry Potter and the Forbidden Journey" (Harry Potter e a Jornada Proibida). O nome já diz tudo. Se é proibido, É CLARO que todo mundo quer entrar.

Mas a fila... 1 hora de espera.
"Ok, vamos rodar mais um pouco...".
Paramos numa lojinha na saída do simulador, e lá tinha TUDO. Pelúcias (da Edwiges, Fawkes, Bicuço), chaveiros, os filmes, os livros, cachecóis das Casas, canecas, porta-retratos, camisas...

Eu comprei meu cachecol da Grifinória, um conjunto de copos das Casas, um chaveiro de Vira-tempo, um travesseiro, uma blusa da Grifinória, uma Edwiges (Hedwig) de pelúcia... e muitas outras coisas.

Saí usando meu cachecol.
Mas o que eu queria saber era: "ONDE ESTÃO OS UNIFORMES?" - Eu preciso de um uniforme.
Mas isso fica pra mais tarde...

"Flight of the Hippogriff" (Voo do Hipogrifo) é uma montanha-russa familiar, muito fofa, mas sem nada muito brusco, ou que vira de cabeça pra baixo. Quer aventura? Vá no "Dragon Challenge" (Desafio do Dragão). Escolha o seu dragão e embarque numa aventura maluca com loopings, paradas repentinas, quedas - cada dragão é uma atração diferente. Mas é que eu não gosto de montanhas-russas...

Resolvemos deixar para voltar no Harry Potter mais tarde. Estava muito lotado, e faltava muito parque pra ver.

Dá-lhe, pai.
Saindo de Hogsmeade, chegamos ao Jurassic Park. Vimos uma fila de 5 minutos, e entramos. Era um passeio de barco por um riozinho lá... devia ser divertido. Fomos.

Começou legal, vários dinossauros perto da gente, alguns jogavam água na nossa cara, e tudo era muito "lalalalala". MAS AÍ, DE REPENTE, UMA LUZ VERMELHA COMEÇA A PISCAR, A MÚSICA MUDA... Nós entramos na área "proibida". Os dinossauros mutantes estavam à loucura - e alguns bichos bizarros espirram em ti. EM MIM - correção. É nojento.

Trinta metros de pura queda.
Mas aí, chegamos a um galpão, e o barquinho começa a subir, subir, subir, quase na vertical. Meu pai, se acabando de rir do meu lado, disse "Tudo que sobe devagar... desce rápido.". Esse se tornou o nosso lema da viagem. Carlinhos não gosta de montanhas-russas, simuladores, lugares fechados, quedas, voltas... ele estava tentando não parecer desesperado.

E eu... bom, eu tava lá. Indo. Com fé.

Eis que chegamos ao ápice da subida, e vemos um Tiranossauro Rex em tamanho real na nossa direção, pra nos abocanhar, aí... caímos. Ou melhor, despencamos.

Meus pensamentos naquela hora:
"UIA, QUE DEMAIS, UM TIRANOSSAUROOOOOOOOOOOO AAAAAAAAAAAAAAAAH AAAAAAAAAAAAH AAAAAAAAAH NÃO VAI ACABAR NÃO? AAAAAAAAAAAAAAAH OOOOOOOOOOOOH POFT".

É uma super queda, demora demais.
Despencamos quase 30 metros num ambiente fechado, e caímos com tudo na água. MOLHA TUDO. Meu pai, sortudo como ele é, molhou... a manga. Eu saí encharcada, e cabelo desarrumado. Carlinhos quase tinha perdido os óculos de sol na queda.

Vimos na foto do final da atração como saímos: Meu pai, rindo com uma cara muito engraçada, eu me encolhendo, e o Carlinhos com os óculos meio que caindo. O pessoal da nossa frente também tava com caras hilárias.

Andamos por mais algumas partes do parque que são insignificantes XD agora, e resolvemos voltar pro HP. Digo, eu resolvi.

HORA DE ENCARAR A JORNADA PROIBIDA.
Fomos eu e meu pai - eu já disse o quanto o Carlinhos é teimoso - com a câmera. Filmando tudo. Mais uma vez, eu queria já ter os vídeos a mão... Mas quando eu tiver, posto aqui. Ficaram muito legais.

A fila é mais divertida que o brinquedo.
Passamos pelo castelo inteirinho. Começa pelas masmorras, subindo para as estufas, entramos no castelo, vimos a Gárgula que leva ao escritório do Dumbledore... Até que surge o Dumbledore, lá em cima, na sala dele, e começa a falar com o pessoal da fila. É um holograma, mas mesmo assim, muito real. Parece mesmo que o diretor está lá.

E... RETRATOS.
MUITOS RETRATOS.
Tem uma parede gigantesca só com retratos, e todos eles falam, interagem entre si, mudam de posição... Você fica com torcicolo, porque quer aproveitar tudo.

Tem o Espelho de Ojesed também... Eu vi somente a mim mesma com o cachecol da Grifinória. "Será esse o desjeo mais desesperado do meu coração?". Aí eu lembrei que eu ESTAVA usando o cachecol da Grifinória... Eu devo ser a pessoa mais feliz do mundo.

Numa hora, empacamos: háviamos alcançado a "fila" de verdade. Poxa...
Mas aí, uma porta se abre, e vemos numa sacada Harry, Ron e Hermione saindo debaixo da capa de invisibilidade. Eles ficam dizendo que vão nos ajudar na nossa jornada e tal... Eu gravei, rá. Uma hora, o Rony começa a fazer nevar na gente, e a Hermione faz um movimento de varinha, ouvimos um PLOC, aí para. Incrível.

Outra coisa engraçada é a Mulher Gorda brigando com a gente porque nós não temos a senha. Aí ela resolve cantar... e já viu, né?

Andamos rápido pra sair de lá.
Até que eu percebi que a fila estava acabando. O Chapéu Seletor estava nos dando últimas instruções sobre como sobreviver ao brinquedo, mas eu não estava nem prestando atenção. Só faltava eu pular de emoção.

AGORA, É A HORA!
Um britânico usando o uniforme completo de Hogwarts chega pra você e pergunta: "How many Muggles?" (Quantos Trouxas?).

Eu queria ter respondido "Uma bruxa e um trouxa", mas o cara não parecia ter muito senso de humor, então eu disse "Just 2 Muggles".

Se me perguntassem isso em português, eu diria dizer "Trouxa nenhum, meu amigo. TROUXA é a sua mãe".

Uma pergunta, tantas respostas...

Entramos numa esteira que leva aos carrinhos. São quatro lugares, e nós tratamos de nos prender bem naquela proteção. Soube que o brinquedo tinha muita "emoção".

COMEÇOU. Ele anda de lado até entrar no simulador, e vemos a Hermione tacando Pó de Flu na gente.

E A AVENTURA COMEÇA.
Estamos ao ar livre, voando atrás do Harry e do Rony, em direção ao campo de Quadribol,  passamos pelo castelo e vimos o Hagrid. Eu acenei loucamente. Ele fala, com umas enormes algemas quebradas: "Vocês viram um dragão por aí?". Oh, céus.

"DRAGÃO!" - O Harry grita. ELE ESTÁ ATRÁS DE NÓS, VOE, VOE!
Entramos em um cenário de verdade e a "luta" está acontecendo lá fora. Vem fogo, algumas coisas rasgam, o carrinho vira que nem doido pra todos os lados, inclusive quase viramos de cabeça pra baixo. Numa hora, o carrinho para e surge o dragão - gigantesco - bem na minha frente. Ele berra na sua cara, e joga fumaça. O meu lugar era fantástico, bem localizado.

"Ufa...", pensei.
MAS ERA SÓ O COMEÇO.

Chegamos na parte das aranhas, e é tudo muito escuro. Tem aranhas gigantescas por todos os lados no cenário, e nós estamos bem longe do chão - essa parte não era bem simulador, era tudo real. Uma veio e JOGOU ALGUMA COISA NA MINHA CARA. "Credo, filha do Aragogue", eu exclamei. Não tinha acontecido nada com o meu pai, aquele sortudo...

Aquela parte é assustadora, mas eu só conseguia rir - talvez pra esconder justamente isso - quando o ARAGOGUE surge e tenta te pegar. Pense num bichinho feio...

O Harry nos salva com seu "ARAMIA EXUMAI!". Meu herói...
Além disso, a Hermione, de algum lugar, fica gritando "SIGA A MINHA VOZ!". Ó, minha filha, se eu pudesse...

Eu não lembro direito como, mas chegamos na partida de Quadribol. BEM NO MEIO DE TUDO. Eu ficava me beliscando pra ver se era de verdade. O Draco empurra o Harry, e a partida continua.

Nós voamos pelos aros em alta velocidade, e quase dá pra sentir o vento no nosso rosto quando... "DEMENTADORES NO CAMPO!!!" - Harrry grita. Ai, G-suiz, mais uma...

Eles começam a atacar, e de repente viramos e damos em um cenário complemamente escuro, gelado, como se nunca mais pudéssemos ser felizes de novo... Já sabe, né?

E dezenas de dementadores começam a surgir. Cadê o Harry nessa horas??
Eu gritava para eles "EXPECTO PATRONO!!", e esperava o meu esquilo aparecer e salvar geral, mas, PUTZ, estava sem varinha. E agora?

Os dementadores em tamanho real se aproximam do carrinho - não dá nem pra ver o chão - e começam a sugar a alma de duas pessoas. Logicamente, uma era eu.

O bicho na minha cara, uma luz saindo da boca dele, e eu lá "Oi?".
"SOCORRO, MINHA ALMA ESTÁ SENDO SUGADA!"

O Harry grita de algum lugar "DEIXE ELES EM PAZ! EXPECTO PATRONO!", e aparece o Patrono... Ah, é tão bonitinho... Nós vimos ele ACABAR com a raça daqueles chatos.

"VAMOS, É HORA DE VOLTAR PARA O CASTELO!" - Estávamos na direção do castelo, passamos pelos corredores, até que o carrinho gira e nós aparecemos no Salão Principal, com o Harry levantando a Taça das Casas falando algo como "VOCÊS CONSEGUIRAM! DEMAIS!". Quase o elenco todo está lá. MENOS o Snape, como pode?

Dumbledore assente para gente, e nós ouvimos a voz dele ecoar pelo carrinho... "Não se esqueçam de pegar seus pertences pessoais nos armários quando saírem, menos aqueles que podem ter sido confiscados pelo Sr. Filch...". Adoro.
DE NOVO, DE NOVO.
Valeu a pena cada segundo.
Meu pai tava meio tonto, mas ele tinha gostado do brinquedo.

Encontramos o Carlinhos lá em embaixo, e seguimos para a fila da loja do Olivaras. Estava bem menor. No show, o senhor que interpretava o Olivaras escolheu uma senhorinha muito engraçada, e perguntou se já tinha visto ela antes. PUTZ.

Ele sobe em estantes e pega varinhas para ela testar. É igual ao filme. Muitas coisas acontecem na loja... Ou melhor, são destruídas na loja. No final, tem o famoso "I wonder...", e ele dá outra varinha pra ela. Ela gira e sacode, e um facho de luz a ilumina. Eu tive ataque de riso nessa hora.

"A varinha escolhe o bruxo" - ele repetia.
No final, ele nos dava acesso para a outra parte da loja, onde nós poderíamos escolher nossas varinhas. Eu não gostei muito das originais, então comprei a varinha do Dumbledore, que afinal, também é uma Relíquia - em todos os sentidos.

E EU ACHEI.
OS UNIFORMES.
LÁ.
NA MINHA FRENTE.

Resultado: Saí da loja vestida de Grifinória com uma varinha na mão, serelepe e saltitante.
Eu era enfim uma Grifinória.

***

Nós voltamos no parque outro dia, dessa vez, vestida de Grifinória, e andamos nos brinquedos que ainda não tínhamos ido. Dessa vez, passamos por uma fonte que zoava das pessoas. Sim, uma fonte de água.

Ela jogava água em quem tentava chegar ao outro lado, e falava com as pessoas. "Vejam só, temos uma Grifinória aqui...". Olhei pra trás. Era só eu. Acenei loucamente pra fonte, sorrindo. "Mas quer saber? Eu sou um Sonserino.". O pessoal  ria. Era muito brasileiro por lá. "Desafio vocêm, Grifinória, a chegar mais perto...". Eu que não era doida de chegar perto pra molhar minha roupinha nova. Fiz o sinal de não com a mão. "Covarde...". Covarde não, querido, este é apenas o jeito Sonserino de ser. Esquece que eu sou da Grifinória.

A fonte fazia um show, e jogava água pra todos os lados, tudo coreografado, e tinha luzes, música... Aí ele dizia que nós éramos muito chatos e que ia dormir. E roncava. Aí o pessoal retardado chegava bem perto, E BUUUM, ERA ÁGUA PRA TUDO QUANTO ERA LADO.

No final do dia, eu comi meu sapo de chocolate feliz, porque agora eu SABIA que existia mágica de verdade no mundo... é só dar uma passadinha do The Wizarding World of Harry Potter.


Mais fotos...

Família




4 comentários:

. disse...

Uau que fantastico, estou admirada com as fotos.
Fascinante...
Ta lindo o blog.
Bju=*

. disse...

Ah e eu adorei as 22 coisas sobre vc, muito divertido...
O numero 22 é otimo, e nao é baboseira nao=)
bju=*

Gabi disse...

Adorei esse relato! Tudo muito fantástico *---*

gustavo disse...

Nossa karla vc ta muito sexy na ultima foto kkkk